ESPORTE

Grêmio vai treinar em Santa Catarina




Foto: Divulgação / Arena do Grêmio

Em comunicado oficial emitido na tarde de ontem, terça-feira (30), o Grêmio decidiu treinar fora do estado do Rio Grande do Sul, que teve um aumento repentino do número de casos da COVID-19 e voltou a tomar medidas mais rígidas para o controle do vírus.

O Grêmio tomou esta decisão pois o governador do estado, Eduardo Leite, afirmou em transmissão online realizada na última segunda-feira (29) que a volta do futebol continua sem prioridade no território gaúcho.

Tendo em vista o posicionamento do governo do estado, o Grêmio veio a público comunicar que precisa concluir a preparação física do elenco, que será feita em Santa Catarina, para não ir contra a decisão do estado. O clube vê a necessidade de estar preparado para a retomada dos jogos, pois o Campeonato Brasileiro está previsto para retornar no dia 9 de agosto e o tricolor quer voltar em alto nível.

Confira o comunicado oficial na íntegra:

“Devido ao posicionamento do Governo Estadual em mencionar que o retorno do futebol não é prioridade em sua pauta, o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense vem a público comunicar a necessidade de concluir sua preparação física, levando em conta todos os protocolos de saúde adotados para o retorno do elenco às atividades no CT, seguindo com rigidez  as recomendações sanitárias para a volta aos trabalhos, diante do  enfrentamento à pandemia da Covid- 19. Nesse sentido, o Clube decidiu, não havendo o pleito do futebol atendido, procurar praças fora do Rio Grande do Sul visando à progressão dos treinamentos para atividades de contato, com vistas ao reinício do   Campeonato Brasileiro, previsto para 09 de agosto. Por uma questão de proximidade com o RS, a praça definida será ao sul do estado de Santa Catarina, no município de Criciúma. Reiteramos o entendimento de que a decisão do Governo do Rio Grande do Sul é legítima, porém, o Grêmio defende uma conduta de enfrentamento reconhecida pela eficiência de procedimentos que tem mantido a integridade física de seus atletas e colaboradores, respeitando todas as determinações das autoridades públicas e de saúde, mas sobretudo acreditando que o futebol precisa também sobreviver ao momento que é difícil para todos os segmentos da sociedade.”Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM